domingo, 8 de maio de 2011

Ah! Se eu pudesse voltar.



Ah, se pudesse voltar
Pro cinco minutos só, pudesse voltar
Voltar a ser criança, em teus braços brincar

Ah, mãe, como gostaria
De sentir teu amor, tua ternura sem dor
Sempre por mim a doar
Ah, se pudesse voltar

Sentir o teu cheiro, pegar nos teus cabelos
Sentar no teu colo e sentir, como um sólo, o teu coração pulsar
E ficar na calçada, de roda a brincar
Cansado estaria e nos teus braços dormiria contigo a ninar

Sim, mãe, eu voltaria
Nem duvidaria, iria adorar
Adorar estar contigo
Sem pensar nos perigos
Que neste mundo há

Cantaria canções com a quela emoção
Que só a mãe sabe dar
E contigo estaria
E os meus problemas falaria
E tu irias explicar
Soluções tu darias
E tudo resolverias
Num só piscar

Mas, voltar eu não posso.
Que posso fazer?
Dizer-te obrigado.
Obrigado a você
Dizer que te amo
Isso eu posso dizer

Mãe eu amo você!

Nasser Queiroga

4 comentários:

  1. Oi Luiz rapaz achei esta poesia muito linda desde a hora que escrevi e olha ela tem ate musica a fiz em 1994 aqui em Houston Tx onde vivo , e voce te-la postado em seu blog. me encheu de alegria !O unico problema e' que voce nao identificou aminha autoria o que quer dizer que ficou como uma obra sua ... Modesto voce ,ne' rapaz! Uma pena que voce que diz fazer parte de um reino eterno e eu entendo como o reino de Deus use destes recursos!Em todo caso quero dizer a voce que voce esta entrado num caminho perigo amigo! Meu nome e'NASSER QUEIROGA!e eu sou o dono deste poema!

    ResponderExcluir
  2. Uma parte dos poemas e letras que escrevo aqui não são meus. Esta poesia das mães, por exemplo, não é minha e sim de autoria de Nasser Queiroga.
    E eu sempre em todas as poesias deixo o nome dos autores.

    ResponderExcluir
  3. Muito show :)

    ResponderExcluir

Gostou do texto? Então comente o que achou.
Os comentários serão aceitos, desde que não sejam anônimos.
Muito obrigado a todos!!!
Tenham uma ótima leitura!